SP: 15/07/17 – 9h41

Por falta de quorum, plenário da Câmara adia leitura de parecer que rejeita denúncia de Temer

Da Redação

animacao2_portal

0xx11 2829-0288 / www.seriasercomunicacao.com

Sem a presença mínima para abrir uma sessão do plenário, a Câmara dos Deputados adiou nesta sexta-feira a leitura do parecer do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) que rejeita a autorização para que o Supremo Tribunal Federal (STF) julgue a denúncia contra o presidente Michel Temer por corrupção passiva.

Deputados tentaram abrir esta manhã a sessão do plenário, mas não houve o comparecimento mínimo –de 51 presentes– para que a leitura fosse realizada.

“Tendo persistido a falta de número regimental para a abertura da sessão, declaro que ela deixa de ser realizada”, afirmou o deputado JHC (PSB-AL), o terceiro secretário da Câmara e que tentou presidir os trabalhos.

A leitura do parecer é uma das etapas do rito que envolve a denúncia a fim de que ela seja votada em plenário. Após reunião com líderes na véspera, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), anunciou que a votação em plenário vai ocorrer no dia 2 de agosto.

Plenário da Câmara dos DeputadosApós a leitura, o parecer será publicado no Diário Oficial da Câmara e, ato contínuo, Maia notificado a incluir o texto em plenário.

Uma nova sessão do plenário está marcada para a segunda-feira.

O governo conseguiu uma importante vitória na quinta-feira ao derrotar na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) o parecer do deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), que sugeria à Câmara que autorizasse o julgamento pelo STF.