SP: 21/12/17 – 13h22

 

CONFLITANTE

por Maria Teresa Freire

conflitante

Na tarde quieta, encontro meu silêncio.
No sossego das horas
Vagueio entre pensamentos dispersos.
Caminho entre divagações.
Corro entre ideias que afloram em minha mente,
Distanciando-me da quietude,
Empurrando-me para o tumulto das ações.
Quedo-me surpresa com as ondulações dos sentimentos
Hesitantes entre euforia e melancolia,
Deixando-me na borda da inconsistência do meu próprio eu,
Refém da minha incerteza.
Reviro-me e busco a certeza
Distanciada da volátil vontade
De transcender qualquer decisão,
Apartada da inconsistência existencial,
Da euforia passageira
Do desalento efêmero.
Ergo-me das insistentes vontades desoladoras,
Apoio-me nos constantes desejos acalentadores
Subo no pedestal da calmaria
E retomo meu silêncio.
Encontro somente a mim,
No apaziguador momento da minha mente serenada.