SP: 7/09/17 – 16h25

Barras das calças:  já fez as suas?

por Tatyana Uehara

Uma dúvida frequente entre homens é qual o comprimento e o tipo de barra que deve ser feita nos diferentes modelos de calças.

Muito bem, vamos tentar esclarecer de forma simplificada, primeiro ter um bom alfaiate ou uma boa costureira faz milagres, afinal ajustes se fazem necessários, com exceção dos ternos feitos sob medida.

A primeira dica é para as calças sociais, há dois tipos de barras para calças, a comum que deve estar reta e há meio centímetro acima do “salto” do sapato.

Há quem use um pouco mais curta (até uns dois centímetros acima do “salto” do sapato), o que nunca deve acontecer é a barra estar comprida demais, pois passa o ar de desleixo. A outra opção de barra é a italiana, é o acabamento em forma de dobra larga, fixa e aparente, é feita em tecidos e modelagens mais nobres, e deve ser mais curta que a barra tradicional.

Para as calças jeans, a barra vai depender do modelo, para as calças tradicionais de corte reto a barra tradicional é a mais indicada, um pouco mais comprida do que a da calça social, para deixá-la versátil, combinando-a com tênis ou sapatênis. Já as calças jeans mais modernas do tipo skinny (sequinha, estreita) podem ter barras dobradas um pouco acima do padrão, do tipo italiana (dando um ar mais moderno) ou do tipo tradicional. Lembrando que homens com estatura baixa devem evitar calças com pernas muito largas e barras italianas, pois achatam a silhueta.

O que não pode é deixar de fazer barra nas calças e usá-las limpando o chão dos lugares, além de ser muito deselegante, estraga a calça.